A NOVA DAMA DO SERTANEJO… E A DEFENSORA DAS MULHERES!

Como anda a Saúde no Rio, e no Brasil?…
23/06/2020
COVID 19: INTERPRETANDO OS RESULTADOS: ORIENTE-SE
14/07/2020

A NOVA DAMA DO SERTANEJO… E A DEFENSORA DAS MULHERES!

CRISTALINA FERNANDES

Entre as muitas novidades que a vida nos reserva, principalmente dentro do segmento da música sertaneja, acostumadas com jovens revelações, de repente surge… Cristalina Fernandes!  A nova Dama do Sertanejo é uma joia rara e pronta para ser lapidada pelos apreciadores de uma autêntica música raiz, e agora está chegando a vez dos que residem nas grandes cidades cosmopolitas, como o Rio de Janeiro, que conta com uma legião de apreciadores desse adorável segmento, e que nem sempre têm a oportunidade de contemplar uma apresentação ao vivo.  Muito envolvida com as questões da violência contra a mulher, ela é conhecida como “A Defensora” dessas criaturas frágeis e indefesas criaturas diante de seus algozes predadores machistas, porque Cristalina Fernandes não se cala, e através das suas canções de protestos e ações presenciais, faz valer a Lei Maria da Penha e, diariamente, ela vem conquistando cada vez mais simpatizantes e adeptos ao seu movimento, sejam mulheres ou homens, pois, para A Defensora, o importante é ser GENTE!

Sua vida e sua carreira

Como surgiu? Quando ainda criança, morando no interior de Goiás com seus pais e irmãos, Cristalina começara a cantar, em casa, em festinhas dos sete até os 12 anos, e tudo seguia tranquilo até que uma de suas irmãs, a Margarida, veio de Uberaba e trouxe com ela um jornal que estava noticiando um show do cantor Wanderley Cardoso, que fazia um sucesso estrondoso na saudosa época da “jovem guarda”, que acontecera durante o último final de semana. E quando Cristalina Fernandes viu aquela foto estampada dele (Wanderley Cardoso) no palco, com todos aqueles aparatos, cheio de instrumentos musicais e etc, diante aquela plateia, mesmo sendo uma foto sem cor, na verdade em preto e branco, o seu coração se encheu! – “Eu não sabia o que realmente estava sentindo naquele momento, por que… Era uma incrível explosão de sentimentos que, aliás, já estavam contidos dentro de mim… Nutria uma paixão incondicional pela música. E desde pequena, quando ouvia no radinho de pilha do meu querido paizinho, alguma coisa me aguçava, mas, na verdade, foi naquela foto que, realmente, percebi que eu tinha nascido para ser cantora.” – Desabafa.

Quando Cristalina Fernandes chegou a São Paulo, foram duas as surpresas: a primeira ao começar a ter contato com a música, mas ao mesmo tempo, a sentir realmente, as primeiras dificuldades, de muitas, que vieram a seguir. A segunda, logo, ao começar a estudar violão em um conservatório, e começar a compor as suas próprias canções. Foi o máximo!

 

As primeiras apresentações

De próprio punho, Cristalina Fernandes montava o seu repertório para os shows, apresentando para o seu público, os melhores sucessos da época. E assim, ela realizava os seus espetáculos, ainda amadora, mas fazia tão bem que, mal terminava um e logo aparecia algum contratante e… Na sequência já pegava outro. No início, Cristalina contava com a sua irmã, a Magally, e a dupla, naturalmente, se chamava “As Cristalinas”! E assim, finalmente gravaram o primeiro disco de vinil, ao final dos anos 80 e passaram a tocar em várias emissoras de rádio, e entre elas a extinta Rádio Mulher, hoje Morada do Sol, ajudadas pelo inesquecível radialista Henrique Martins, e ainda, na Super Tupi. Fizeram muitas apresentações em vários lugares, também em circo, praias, enfim, sempre muito aplaudidas. Muitos dos seus shows, na época, eram realizados por Prefeituras, com a ajuda dos muitos amigos, entre eles, Pedro Bento e Zé da Estrada, que certa vez tocou com a minha guitarra e a achou pesada demais! Ah, naquela noite demos muitas risadas.

Explodiu!

E não parou aí, Cristalina também fez shows com Tonico e Tinoco, pelo Interior de Goiás, através de contratantes particulares, e na sequência, de volta a São Paulo, fez memoráveis apresentações na tradicional casa de espetáculos paulistana Birosca 2, com Lilian Gonçalves, e em uma delas cantaram com nada mais e nada menos que o consagrado cantor e  compositor: Peninha! Aqui, uma curiosidade: certa ocasião, conta ela, que, “As Cristalinas” fizeram uma apresentação na rua, em que o público começou a crescer tanto, que tiveram que improvisar a continuação da apresentação, em cima da laje de uma padaria, tamanho foi o sucesso! A seguir, tiveram uma proposta para viajarem em turnê pela América Latina, mas por causa das dificuldades da época, como a comunicação por telefone e de quem pudesse cuidar dos filhos, que então, ainda eram pequenos, não puderam fechar o contrato. E aí, logo veio o final da dupla.

Mas algum tempo depois, Cristalina Fernandes, se refez, e recomeçou a carreira contando sozinha como “Cristalina Kawano”, e naquela oportunidade, novamente, não faltou a ajuda dos amigos como Ataíde (Ataíde & Alexandre) e passou a se apresentar na noite, e ainda fazendo apresentações beneficentes em Uberlândia, Minas Gerais.  A carreira foi tomando força, novamente, e Cristalina Fernandes gravou 9 Cd’s; e agora, na melhor idade, curtindo os seus 5.0 está com o seu novo trabalho gravado no AP Estúdios, em Uberlândia, Minas Gerais, streaming “Pais e Filhos”, de Darci Ramos e Marciano, produzido por José Reinaldo, um conceituado produtor artístico, sertanejo, de São Paulo, responsável por sucessos de inúmeros nomes famosos, e nesta faixa contando com a participação dos fabulosos artistas Durval e Davi.

Vale a pena conferir.

Contatos para Shows: Dr. FERNANDO Shows (34) 3235.3330 e (34) 998940700 (whatsapp)

 

Por Theo G Fox

×