De músico secular à regente gospel: O sucesso passageiro que virou permanente!

Um cirurgião em prol da vida!
05/10/2020

De músico secular à regente gospel: O sucesso passageiro que virou permanente!

Quem vê cara não vê coração, é o que diz o ditado. Mas e quando o Criador de tudo o que É faz o seu Chamado, muitos questionam: “Será isso mesmo?…” “Não é coisa da sua cabeça?…” ou então, a frase mais comum que se ouve é – “Você é louco!” – Exatamente; e os que proferiram a ele essa frase não estavam errados, pois Mattos Nascimento realmente estava louco, mas… Louco por DEUS! Ele sempre soube o que quis, e até aonde queria chegar. Porém, no meio do caminho, aquele jovem nascido Matusael do Nascimento, na cidade do Rio de Janeiro há 66 anos, exatamente no dia 2 de junho de 1954, um levita proveniente de uma família singela com treze irmãos, sim; porque o seu pai era um humilde pastor e maestro; e a sua mãe Noêmia do Nascimento, com muitas dificuldades financeiras criou como uma “E’sht Chayil”, “Mulher Virtuosa” em hebraico, todos os seus filhos, com dignidade e sempre os orientando a trilharem o caminho da obediência e temor a Deus, mostrando como base, a satisfação em servir ao Senhor, louvando-o através das canções e hinos, gospel.

E durante as décadas de 70 e 80, Mattos Nascimento se tornara além de um compositor e cantor, um músico muito conhecido, chegando a tocar com nomes importantes no cenário do show business, como os Paralamas do Sucesso, Kid Abelha, Jorge Ben Jor, Alcione, entre outros. Até que, o então astro da música por internacional Billy Paul chegou ao Brasil e Mattos Nascimento foi convidado a tocar com ele em seus espetáculos. Tudo correu bem. E, terminando a última apresentação ele embarcou de volta ao Rio de Janeiro, mas em pleno voo, ele começou a pensar… Recordara que em certa ocasião, ao final dos anos 80, mais precisamente, em 1989, em meio a um show com os Paralamas do Sucesso no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, ele sentiu uma sensação muito forte, que jamais havia sentido antes. Era como se Deus estivesse agitando o seu coração e querendo dizer alguma coisa. Bem, voltando à cena do avião, lá estava Mattos Nascimento, sentado em sua poltrona, cansado, após ter tocado com Billy Paul (imaginem!) ele continuara a pensar naquela vida que estava levando… Afinal, ele estava vivendo há tempos uma crise existencial tremenda, conflitando entre o seu subconsciente, o consciente e o sobre consciente, pois, aquela vida na verdade, de certa forma seria letal, afinal, ele tinha uma existência fisicamente debilitada pelo uso de drogas, desencorpado pelo efeito dos psicotrópicos e para completar, fumava exageradamente, soltando as fumaças nocivas, pelas ventas. Mas tinha as suas “compensações”! Ah… Ele tinha uma casa enorme, linda e confortável, carros do ano, família próspera e feliz, além de respeitáveis saldos bancários em várias contas de diversos bancos. Era um homem completo, certo?

Errado. Mattos Nascimento apesar das circunstâncias “favoráveis” se sentia um ser completamente vazio e descontente. Tal como um “Rolling Stone” não conseguia obter satisfação em, absolutamente, nada. Durante aquele voo, ele se levantou de onde estava, e caminhou até o toalete da aeronave; e lá chegando, repentinamente, lembrou-se de um de seus remédios. Apalpou os bolsos da jaqueta em blue jeans que estava trajando e enfiando a mão em um dos bolsos, encontrou um papel. Curioso, ele o abriu e leu: “De que adianta o homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma?…” – Mattos ficou estático e refletindo imediatamente, sobre o que estava acontecendo em sua vida e o que poderia acontecer, dali por diante. Aquelas palavras mexeram extremamente com o seu sentimento. Ele pensou uma, duas e… Várias vezes! Aquela frase foi o incentivo que precisava para tomar urgente, outra diretriz em sua vida; ao terminar de ler, dentro dele acendeu uma chama… A Chama da Vida! Uma vida plena e diferente, e agora, com… Jesus Cristo! Aquele foi um momento único em sua vida: sobre as nuvens, no céu, Mattos Nascimento decidiu, e naquela noite, de 19 de novembro de 1989, Jesus lhe estendeu a Mão.

Daquele momento em diante, ele fez o seu voto a Deus e ao chegar ao aeroporto, foi apanhou as malas e o seu case, na esteira rotativa e caminhou apressadamente para o estacionamento, onde se encontrava o seu carro.  Durante o caminho, Mattos se sentia exultante de alegria! Chegou até o seu carro, abriu o porta-malas e olhou para o céu, antes de guardar o case com o seu trombone, o instrumento que sempre usava, na ocasião, para trabalhar com os Paralamas do Sucesso. Alguns músicos que passaram por ele se despediam dizendo: “Até terça!” Naquele instante, Mattos Nascimento sentiu a voz de Deus dizendo claramente aos seus ouvidos: – “Diga a eles até nunca mais. Mattos, você agora é meu, e Eu tenho um plano traçado para a sua vida, porque Eu Sou o Eu Sou. Eu sou… Jesus Cristo”. – Algum tempo mais tarde, apareceram as lutas, as controvérsias que acabaram fazendo-o perder tudo o que tinha, o fazendo passar por inúmeras privações a ponto de não ter sequer um par de sandálias (iguais) para calçar os seus pés; inclusive, de não ter o que responder para o seu filho quando este lhe pedia – “Papai, eu quero papá! Você tem papá pá mim?” – Ele chorava, silenciava e entregava tudo a Deus. Mas, não demorou muito a chegar os períodos melhores.

Já como um artista evangélico, gravou “Quer Vitória?” um sucesso que foi repetido com o seu segundo disco “Oh, Glória”, um trabalho que recebeu além de elogios da crítica, muitas premiações, mantendo-se por meses em primeiro lugar nas programações das rádios evangélicas. E no segmento, gravou outras canções inéditas autorais, interpretando, ele mesmo as suas próprias composições. O sucesso voltou a se repetir e hoje, Mattos Nascimento é sucesso quatro cantos do mundo. Ele já conheceu e se apresentou em mais de trinta países! “Estourados” em todo o Brasil, os seus louvores de exaltação ao Senhor transmitem uma unção ímpar que, ao ouvir, pode-se sentir, como um bálsamo envolvendo o aroma suave da presença de DEUS. E quão maravilhoso é para a vida daqueles que têm o privilégio de sentir esse momento!… Atualmente, MATTOS NASCIMENTO segue com o seu trabalho empresarial, dirigindo a sua própria Gravadora, Distribuidora, Produtora e Editora, a: MATTOS NASCIMENTO DISCOS. Conheça um pouco mais de seus trabalhos no site oficial: www.mattosnascimento.com.br – Mas ele não pára, e agora, além das fronteira da Igreja, estende os seus cuidados para as outras ovelhas que terão a satisfação de conhecer os seus feitos como um autêntico regente Cristão.

Confira:

– THEO G FOX –

Editor da Revista RECREIO em FOCO Digital

editor.nucleo3@gmail.com

www.recreioemfoco.com

×