Espinafre para os músculos

O poder dos chás
28/08/2017
TAO Clinique alerta sobre os cuidados necessários
28/09/2017

Espinafre para os músculos

O espinafre é um vegetal folhoso pertencente ao grupo dos alimentos reguladores, uma vez que é fonte de fibras. Uma única folha de espinafre vem ainda turbinada com vitaminas e sais minerais. “O espinafre é rico em vitaminas K, A, C, do complexo B e E, além de magnésio, manganês, folato, ferro, potássio, fósforo, zinco, niacina e selênio”, sintetiza Daísa Pinhal, nutricionista do Oba Hortifruti. Tanto nutriente assim só poderia resultar em uma única coisa: benefícios para a saúde.

Mais forte

A brincadeira de que o marinheiro Popeye consumia espinafre para ficar forte tem um fundo de verdade, segundo pesquisadores da Universidade de Rutgers, em Nova Jersey. Suas folhas possuem esteroides que aumentam em até 20% a construção dos músculos. Além disso, a presença de fibras ajuda pessoas acima do peso a emagrecerem com menos fome, já que aumentam a sensação de saciedade.

Gestação saudável

A quantidade farta de acido fólico – outro nome para a indispensável b9 – ajuda a prevenir a anemia em crianças e que gestantes tenham uma gestação saudável. “A verdura controle da pressão arterial, na prevenção de doenças cardíacas e derrame, entre outros benefícios”, sugere Pinhal.

Dieta anticâncer

Segundo David Khayat no livro “A Verdadeira Dieta Anticâncer” (Editora Lua de Papel), o espinafre tem pelo menos três substâncias que previnem a doença: clorofila, ácido fólico e luteína. O ácido fólico previne o câncer de pâncreas, enquanto a clorofila possui uma estrutural similar à hemoglobina, atuando como desintoxicante dessas células. Já a luteína bloqueia a divisão celular e estimula os tumores a entrar em processo de morte celular programada (apoptose), principalmente no caso de câncer de pele, fígado, pâncreas e leucemias.

Sem exageros

Mas nada de comer somente espinafre o dia todo! Estudos da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (ESALQ/USP) mostraram que a verdura possui ácido fólico em excesso, podendo sobrecarregar o rim e gerar perda da sua função. Esse efeito não foi notado em outras verduras, como a couve-manteiga.  “O espinafre pertence ao grupo dos alimentos reguladores, como as frutas, legumes e verduras. Sua recomendação de ingestão diária, é de três porções ao dia”, orienta.

Acerte na compra

“Bastante delicado, o espinafre deve ser adquirido enquanto tiver folhas verdes, com cor uniforme e viva, sem partes murchas. Folhas amareladas e talos com partes escuras indicam que o produto está velho”, reforça Daísa Pinhal. Já para higienizá-los, use solução clorada, com água e hipoclorito de sódio e deixe de molho por 15 minutos. Por último, passe novamente na água. “Quando comprar folhas de espinafre já limpas, observe se são mantidas sob-refrigeração”, completa.

De bandeja

O espinafre pode ser usado cru, em saladas e para acompanhar peixes quando levemente cozido e refogado. Ser optar por preparações quentes, deve ser cozido por pouco tempo e com pouca água (ou preferencialmente no vapor) para manter suas propriedades nutricionais e o sabor.  Ele também pode ser utilizado como suco, quando acompanhado de laranja, maçã, limão, laranja lima e até mesmo com cenoura. Abuse da criatividade para estimular o paladar!

Fonte: Leonardo Valle

×