AMERR Um resumo dos primeiros 30 dias!
05/08/2020
Mega Sushi Delivery, é Premium!
07/08/2020

Muito além da hidratação

O mercado das águas adicionadas de minerais ainda é uma novidade no Brasil. Está começando a ser descoberto e, não raro, é percebido com algum grau de desconfiança. Mundo afora, no entanto, as águas adicionadas de sais minerais são uma realidade já integrada à vida do consumidor. São tidas como águas especiais por permitirem agregar nutrientes desejáveis à dieta saudável de seus usuários.

A principal vantagem do produto é que não apenas hidrata, mais do que isso, atua diretamente na nutrição. A classe das águas adicionadas de sais pode, como o nome já indica, adicionar nutrientes; ao contrário do que estabelece a regulamentação da classificação das águas minerais — que não podem receber a adição de nutrientes. E esse balanceamento de nutrientes, tais como cálcio, potássio e magnésio, possibilita oferecer soluções para atender demandas nutricionais específicas. Fato que torna as águas especiais uma opção muito interessante para um mercado crescente preocupado com sua saúde e bem-estar.

Lançada há cerca de dois anos junto ao consumidor fluminense, a Leguian Mais, uma água com maior teor de magnésio produzida pela Águas Leguian, de Cachoeiras de Macacu, RJ, é um exemplo de sucesso e aceitação pelo mercado. Por litro, ela fornece cerca de 20% da quantidade diária de magnésio que corpo humano precisa.

De acordo com Danielle Mendes, responsável pelo marketing da Leguian, a empresa começou atendendo apenas alguns distribuidores na Zona Sul do Rio e mês a mês viu a demanda crescer. Atualmente, fornece suas águas especiais em diversos  bairros pelo mesmo preço das águas comuns do mercado. O resultado é o aumento expressivo no volume de vendas da empresa.

Médica na Clínica da Longevidade e pesquisadora de referências em saúde para a manutenção sustentável do bem-estar humano, Dra Suellen Araújo, é consumidora da água Leguian e recomenda o produto a seus clientes. “A escolha de tudo que consumimos deve ser muito consciente e temos que confiar que o produto que escolhemos é tudo aquilo que ele diz ser. Visitei a Leguian, conheci os processos e pude entender o produto”, relata.

Mas por que o magnésio?

Danielle, explica que o magnésio é indispensável para nossa nutrição e está envolvido em mais de 300 processos metabólicos em nosso organismo. Ajuda no funcionamento do sistema locomotor, estimula a reparação dos tendões, cartilagens, ligamentos e tecidos; reduz a enxaqueca; fortalece o sistema imunológico; combate e previne problemas de próstata; melhora funções hepáticas; reduz os efeitos do estresse, entre muitos outros.

Mesmo com toda essa relevância, nem sempre é ingerido nos níveis diários recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Dados da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) revelam que o consumo médio do brasileiro, está em torno de 162 mg/dia; quando o ideal é de 310 mg/dia (mulheres adultas) a 420 mg/dia (homens adultos).  Daí a necessidade desenvolver um produto capaz de auxiliar nesse processo tão importante sob o ponto de vista nutricional.

Mananciais protegidos

As águas da Leguian são extraídas dos mananciais da Fazenda Onitauá, em Cachoeiras de Macacu, numa área onde as captações têm como entorno a própria vegetação nativa preservada, sem plantações comerciais ou animais. Ainda assim, a água é purificada com ozônio, um poderoso germicida que, por ser um gás, não deixa qualquer resíduo na água.

Depois do processo de purificação, é feito balanceamento da água com alguns minerais muito importantes para o nosso corpo e cuja presença nas águas, via de regra, é muito baixa. Outro ponto a favor da Leguian Mais é que seu PRAL (sigla para Potencial Renal Acid Load) índice que afere a acidez do alimento é negativo, indicando uma desejável alcalinidade. Em outras palavras e dentro do corpo, isso indica que a água não vai contribuir para acidificação do organismo; um benefício que vai além da hidratação.

 

– Marcelo Pimentel –

Fontes: www.leguian.com.br

www.clinicadelongevidade.com.br

×